You can scroll the shelf using and keys

O post dos sofás

23 de May de 2011

Daí que depois do sucesso mundial que minha coluna no Marketing na cozinha teve, me chamaram pra escrever sobre decoração, arquitetura, e afins. Aí escrevi este texto postado na quinta passada.

Considerando que passei 9 anos em uma galeria de arte, lidando diariamente com profissionais do ramo, aceitei sem grande pensar. Tudo deu certo? Médio.

Saiu o primeiro post na quinta passada e a críticas começaram. As que se doeram pelos palavrões, ignoro. Simplesmente pq o tom é de deboche MESMO, e eu uso palavrões MESMO. Quando o texto é pra outros que não meus blogs, existe (tchan tchan tchan tchan): o editor. Ele não é responsável pelo que eu escrevi, mas lê o que vai ser publicado e decide publicar.

Aí vem um julgando minha generalização (oi, piada é quase sempre generalização), e me chamando de recalcada/chata/grossa/infeliz. Pq julgar um pessoa por um post não é generalizar? 1mmmmmm, entendo. Enfim. Boa sorte procê na vida.

Aí teve a que disse que é complicado tratar como frescura uma atividade que torna sonhos realidade. Querida, toda sorte de sonhos pelo mundo, isso faz deles primeira necessidade? A menos que vc esteja cagando a céu aberto, ou dormindo na rua, sonhos arquitetônicos não necessariamente deixam de qualificar a coisa como supérflua.

Arquitetura e design são uma, vá lá, terceira paixão minha. Reconheço a capacidade desses profissionais (quando competentes), de fazer milagres com espaços reduzidos, ou com a ineficaz mão de obra existente. Aliás. muito se resolveria se os prestadores de serviço fossem melhor qualificados. Mas isso é toda uma outra discussão.

Meu ponto é: sou escritora e meu computador está morrendo. Preciso por razões obvias de outro. Como é minha ferramenta de trabalho, uma prioridade atual no orçamento. Vou aproveitar e comprar um Mac. Pq eu tenho preguiça imensa de trocar de notebook (o atual tem 8 anos), e os Macs duram mais.

Comprar um computador pra poder trabalhar é a necessidade real, comprar um Mac é um sonho/capricho/frescura/futilidade. Posso argumentar, mas no frigir dos ovos é isso.

Há um mundo de diferença aí, e não é nada de ruim ou errado, só bom dar nome aos bois.

Resumindo, vou maneirar nos palavrões em territórios conquistados, mas não vou me diluir em água e açúcar não.

Lidem com isso.

S2

What do you think?

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Carol, que gente chataaaaa… Nada de maneirar nos palavrões. E os seus, tem motivos reais, concretos. Um peido na cara dessa gente.
Valeu!

Martuscello

3 de June de 2011

Como assim, vai maneirar nos palavrões? Fodam-se os melindrosos, oras bolas! Apaporra esse povo cheio de coisinhas que não FALA palavrão mas FAZ palavrão todo dia. Outro dia uma velhinha adorável veio me falar que ajudo animais porque tenho falta de pinto. Todo mundo: “nossa, não acredito, ela falou isso mesmo, com essas palavras?”. Não foi com essas palavras, foi “você precisa arrumar um namorado, aí para de se preocupar com cachorro e gato”, mas não foi a mesma coisa? Mas a velhinha é fofa, e eu falo palavrão…

Marta

27 de May de 2011

Parabéns pro seu “Comprar um computador pra poder trabalhar é a necessidade real, comprar um Mac é um sonho/capricho/frescura/futilidade. Posso argumentar, mas no frigir dos ovos é isso”. Vejo isso, no caso do computador, um investimento. Chique, e pq não? Existe futilidade na arquitetura? Existe sim, qdo um cliente compra uma cadeira por 6 mil reais e não deixa ninguém sentar. Isso, pra mim, não é investimento. Macs são.

Não ligue pra comentários que reclamam de palavrões, não. Considere os comentários críticos como um ponto-de-vista a ser analisado, mas olhe e se apegue aos comentários (centenas deles) de gente que gosta do que vc escreve. É o aplauso de todo blogueiro.

LalaSouza

25 de May de 2011

Gostaria de saber quais são suas primeira e segunda paixões, porque da terceira você deve muito. Tentou ser engraçadinha, mas só conseguiu arrancar umas risadinhas dos seus brodagens. E foi uma pérola atrás da outra no post-considerações. Você é boa, mas as vezes a gente erra a mão, né. Isso foi uma generalização?!?😉

Hugo Caldas

25 de May de 2011

Achei absurdo aquela garota q escreveu um tratado pra terminar dizendo que arquitetos transforma sonhos em realidade. Ah tá!! Agora virou Gugu!!! Deve tá morrendo de vontade de trabalhar no “lar doce lar” do Luciano Hulk!! Vc não desacreditou profissão nenhuma… escreveu o texto em primeira pessoa, portanto expressou a SUA opinião! Achei o texto ótimo como todos os outros q vc escreve! Pra ter doído tanto assim, alguma ferida da Lala vc tocou! E deve estar doendo até agora!
Bjo Carol, sua linda!

Carolina Araujo

24 de May de 2011

%d bloggers like this: