You can scroll the shelf using and keys

Senso e humor

12 de February de 2011

Sim, no vídeo abaixo é mesmo o Johnny Cash imitando o Elvis.

Ontem fui a endocrinologista japa, falar sobre a minha vontade de fazer alguma intervenção cirurgica, pra conseguir emagrecer de uma vez por todas.  Sim, chegou neste ponto de desespero.

Aí ela me pesou (nem adianta perguntar que eu não sei o número), e meu IMC não chega na obesidade mórbida que tornaria a cirurgia uma opção considerável. Ou seja, eu sou só bem gorda e devo fazer dieta+ exercícios+ blablablá.

Sou a rainha do universo, dos gordos que acham que desta vez vai. Disse isso mais de uma vez aqui, inclusive.

MAS ACHO QUE DESTA VEZ VAI.

Minha impressão é de que minha vida toda tá em stand by. Em todos os aspectos.

Eu não me envolvo com ninguém porque minha auto- estima cagada não permita que eu relaxe, porque não me acho merecedora de amor, porque tenho vergonha do meu corpo. Eu não me exponho como poderia e deveria pra fazer minha vida profissional deslanchar porque morro de pavor de ser “aquela gorda (ridícula)” que escreve.

Porque tem isso, quando vc é gordo tudo que as pessoas vão dizer sobre vc tem o acréscimo de “aquela(e) gorda(o)”.

Aquela gorda de chapéu vermelho

Aquele gordo corinthiano

Aquele gordo engraçado

Aquela gorda que escreve

Aquele gordo de olho lilás

Aquela gorda que solta laser pelos olhos

Sacaram?

Sim, complexada. E metida a ter bom senso castrador, com a desculpa de tentar evitar vergonha pública. Ou, simplesmente, não tenho muito senso de humor quando a piada pode ser meu corpo.  Aí alguém vai dizer que eu sou linda, ou que eu sou inteligente, ou que é babaquice se impor adequação aos padrões de beleza vigentes.

Fato é que eu quero. Ou me aproximar o máximo possível do ideal. Eu sei, puta idéia idiota, mas é o que eu mais quero agora. Segunda coisa? Ser rica.

Tenho uma amiga que é incrivelmente linda. Loira, olhos claros, corpo bonito, risada gostosa. Entra num lugar e a energia do lugar muda. Quero ser assim.  Quero comprar a roupa que eu quiser e não a que me serve/favorece. Quero ser dessas piranhas que não sentem frio e sai de micro-saia no inverno, que conquista as pessoas com um sorriso.

E não me venham com a ditadura da aceitação. Não estou feliz, e não aceito mesmo. Quer aceitar? Aceite as suas características, as minhas eu pretendo reformar.

Vou ser “aquela gostosa que escreve”.

Tá, ok. Admito que eu preciso de endocrinologista e um terapeuta. But first things first: the diet starts monday.

I started a joke,
Which started the whole world crying,
But I didn’t see that the joke was on me, oh no.

I started to cry,
Which started the whole world laughing,
Oh, if I’d only seen that the joke was on me.

I looked at the skies,
Running my hands over my eyes,
and I fell out of bed,
Hurting my head from things that I’d said.

Til I finally died,
Which started the whole world living,
Oh, if I’d only seen that the joke was on me.

I looked at the skies,
Running my hands over my eyes,
And I fell out of bed,
Hurting my head from things that I’d said.

‘Til I finally died,
Which started the whole world living,
Oh, if I’d only seen that the joke was one me

What do you think?

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Enquento lia seu post me perguntava se vc ou eu que escreveu.Eu te entendo, mesmo. Sinto da mesma forma permanentemente. Cansei de ser esperta, inteligente, simpatica. Quero ser gostosa. E aí vem um “bonzinho” e diz, mas vc é linda e talz. Foda-se o que os outros acham, eu nào acho . É isso mesmo. Quem tem que te achar bonita é vc. Qdo vc se achar bonita, todos vão achar e vc vai acreditar. Hj se alguém fala isso, parece pena ou deboche, né? Boa sorte na dieta. Vc me inspirou, vou fazer também. Adorei o mundo de calolina.

Daniela

21 de March de 2011

Vamo junta. Dá pra fazer, é só decidir:

CHEGA, ACABOU ISSO DE SER GORDA.

Bjo!

1/2 Carolina Mendes

21 de March de 2011

Há muito não lia um texto que me identificasse tanto!! E pra mim, o pior de tudo é esta história de emagrecer aos poucos… Queria dormir e acordar magra, entrar numa máquina qualquer e sair finiiiiinha!!! Mas não rola, né? Consegui emagrecer 7 quilos ano passado só fechando a boca, mas 4 já retornaram a este corpinho!! Então, noves fora, quero emagrecer mais 20… Já viu o tamanho do problema, né? Mas é isso, boa sorte e paciência pra nós!!
PS: Adoro seus blogs

Patricia

16 de February de 2011

Oi Carolina…

Eu acho que força de vontade e consciência é o primeiro grande passo. Achei isso sensacional: “Quero ser dessas piranhas que não sentem frio e sai de micro-saia no inverno, que conquista as pessoas com um sorriso.”

Eu sempre me cuido ao máximo pra não engordar um grama que seja, porque usar a roupa que quiser é o que realmente nos faz feliz. Vai fundo em busca do que você quer, fique magra, bem resolvida e feliz, pois bonita você já é.

Um beijo grande! x:*

Camilla

16 de February de 2011

Olha, eu sei que sua endocrino deve ter te passado a dieta correta + exercíos + blablabla e sei que é meio irresponsabilidade minha indicar, mas to fazendo uma dieta simples e que faz efeito rápido: substituo todos os jantares por Diet Shake. Nem precisei parar totalmente de beber, mas deixo os drinks só pros finais de semana.

A vida inteira fiz regime pra manter um peso de “meio gordinha” e há um ano tive minha filha, engordei 16 Kg na gravidez e os últimos 5/6 quilos foram bem difíceis de perder, só com a substituição dos jantares que consegui chegar no peso anterior.

Boa sorte!

Mari

16 de February de 2011

Acho um absurdo uma menina jovem e inteligente como vc, ser gorda. Extremamente desnecessário…

Isabel

13 de February de 2011

Também acho Isabel.

Tô revertendo isso.

Bjos!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Toda razão, OK? Concordo, e replico.

Embora ainda apenas “acima do peso” (genérico pra “não-magro”, um passo além do simples “fora de forma”), hei de acordar um dia oficialmente “gordo”.

De gordo a OBESO, então, um pulinho.

Não orna, claro. A estética dominante exige o contrário. BBB é tendência, bem o sabes, e não me recordo do último gordo que por lá deu as caras. Há que caber nos padrões, até pra não ficar sem ter o que vestir.

No lado feminino do “front”, então, ainda mais encarniçada a batalha. Mulher acima do peso é, antes de qualquer outro adjetivo, GORDA, substantivada como aquela dos “Sete Gatinhos” do Nélson Rodrigues.

É ditadura também, cruel como as demais, e igualmente INJUSTA. Não deveríamos ter nosso caráter questionado pelo acúmulo de células adiposas em determinadas partes do corpo (análise subjetiva, vide Mulher-Melancia), mas rola (visivelmente) uma “álgebra mental” em quem procura no outro barriga tanquinho, não encontra e conclui:

COME DEMAIS (sucumbe à GULA) + NÃO SE EXERCITA (sucumbe à PREGUIÇA)

Resumo do resumo da ópera? Gordo é, para o olhar alheio, quem não tem vergonha na cara. Vaidade, nesse moderno mundo, passou de pecado a virtude.

Concluo planejando iniciar, eu também, minha VIA CRUCIS regimentária. Restrição alimentar é coisa do capiroto, sabidamente, mas antes de adentrar o inferno melhor abraçar a dieta…

verossimil

13 de February de 2011

Gostei do blog!! E deste texto… apesar de… Bem, se quiser visite nosso blog do Dia De Amar Seu Corpo. Bjs.

Natalia

13 de February de 2011

Apesar de?

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Comigo aconteceu o contrario levei minha vida toda ñ magra, mas completamente sem barriga e gorduras sobressalentes. Dai cheguei aos 28 e agora meu braço simplesmente é uma pessoa e minha barriga meu deus não para de aumentar. Como se tudo isso ñ fosse suficiente ainda ando tendo espinhas.Só escrevi tudo isso p/dizer que “Minha impressão é de que minha vida toda tá em stand by. Em todos os aspectos.

Eu não me envolvo com ninguém porque minha auto- estima cagada não permite que eu relaxe, porque não me acho merecedora de amor, porque tenho vergonha do meu corpo.

E NINGUÉM ENTENDE!
Tomara q vc consiga! Saúde e Sucesso!

Bárbara

13 de February de 2011

Não anima a tentar comigo?

A gente vai se falando.

Carolina Mendes

16 de February de 2011

eu sei exatamente o que você sente. eu passo pelo que você tá passando também.
a diferença, a grande diferença , é que sou magra. e eu não sou feliz.
eu também tenho a maior vontade de engordar, e deixar meus cabelos crescerem, usar um salto alto, uma mini saia e poder ser elogiada por todo mundo.
e me dá uma puta raiva quando vou no médico e ele me desaconselha a engordar pq eu to de acordo com o IMC. eu posso tá de acordo com o que é aceitável pra minha saúde, mas é triste ter que ir numa loja e usar o último número menor pq o 38 não cabe em mim e muitas vezes nem o 36.
a luta pra engordar parece ser muito angustiante também. e tem muita gente que diz pra eu não engordar pq eu to ótima, mas eu sempre ouço os homens comentarem, que eu sou muito pequenininha, muito magrinha. aparento ser 6 anos mais nova que a minha idade real.
eu tenho 24 anos e sou solteira há 4. e eu não consigo me relacionar com ninguém, não que eu seja feia, até pq realmente eu não acho. mas qual é o cara da minha idade que vai dá bola pra magrelinha que parece ter 17 anos?:/
eu entendo o seu lado e se tu queres emagrecer, ficar gostosa, ser a mais linda ou pelo menos ficar bem consigo mesma, vá atrás. mas pense que do outro lado a gente sofre também:/
toda a sorte e felicidade e SAÚDE do mundo pra ti :*

marilia

13 de February de 2011

Olha, é mta irresponsabilidade mas: já pensou em mudar de médico?

Acho que ess emoço não tá te fazendo bem não…

Bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Antes de agradar os outros, deves agradar a ti mesma.
Para isso manda ver em tudo que tiver a tua disposição.
Beijos.

Fernando Grassi

13 de February de 2011

:))

Bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Olha só, flor, sou amiga do Alê Rocha, que já vou gordinho e sabe que precisou emagrecer. Já emagreci bastante quando fiquei doida da vida porque nada que eu tinha em servia, NADA! Olhava pra lojas de gente acima do peso já me conformando. Sabe do que vc rpecisa? ÂNIMO! Vá no endo e fala “DR, me receite ÂNIMO!”, veja se seu caso é só de gulodice plena, apesar que eu acho que toda a nossa indisciplina vem de alguma frustração. Conserte a frustração,s e sinta feliz, o problema não é ser gorda, é se sentir mal, e fazer mal a saúde. Vai, força, toda pessoa que tá sem ânimo precisava de uma amiga que fizesse ginástica com ela. Ah, emagreci 15ks em 6 meses, andando e comendo menos, só isso. Só de vc se exercitar e se distrair com outras coisas que não seja comida, vc perde peso. E quando começa, vc anima! E se ficar 1 mês sem emagrecer, lembre-se, faz parte é o corpo nãos e conformando que vc quer emagrecer! Força, precisando, pode contar comigo! É mais fácil do que vc imagina, só precisa mentalizar isso, fazer camisinha e quando der larica, bebe agua!

Georgia Maria

13 de February de 2011

sinto a mesminha coisa. pq já estive magra e curti muito por aí. mas, mesmo magra, nunca fui de mudar a energia do lugar. nunca fui nem mesmo de chamar atenção. sempre na sombra de amigas lindíssimas (eu tenho várias – se sofresse do pecado inveja, já teria morrido, mas só fui agraciada com a combinação gula e preguiça)
mas continuo querendo ser magra pq facilita a vida, é sim mais fácil e não tô falando de felicidade.

@LilaLilu

12 de February de 2011

to igual vc. primeiro sou A GORDA, depois o resto…

mas que resto, gente? se a gordura ocupa todo o espaço.

(já comecei dieta, faz 1 semana e meia hahahah)

bjs carolina, minha filha.

Aline

12 de February de 2011

É verdade… não dá pra fingirmos hipocritamente que não existe um padrão! Existe e pronto. Se temos que ser vítimas ou não, é outra questão. Não são necessários exageros, mas ninguém quer ficar muito longe do padrão e é fato. Vc pode ser algum tida como bonita, gostosa, etc e ter conteúdo. Normalmente, isto acontece pouco, mas é possível.

Sou magrelo… também não estou na padrão… e não vou dizer que está tudo bem com isto. Não sejamos hipócritas mas também não dá pra viver achando que tudo é uma droga por causa disto. É preciso esforço pra qualquer meta e neste caso, o esforço é físico e mental.

Boa sorte Carolina, espero que você consiga aquilo que deseja.

obs.: Gosto sempre mais deste blog do que do outro. Além disto, gosto do seu texto, de como se expoe. Não é fácil e disto eu gosto.

bjsss

Luiz

12 de February de 2011

Alívio imenso saber que tem gente que lê os dois e sabe que existe gente que lê os dois e que sabe que eu sei concordância verbal e nominal.

(também prefiro este)

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Só existe uma solução querida. Pare de sair com a Claraboia Abruxa e pare de se entupir de álcool que você baixa o lombo rapidinho. Gente ignorante é phoda mesmo! Não sabe que álcool tranforma-se em açúcar quando cai no sangue? Vida saudável e não compactuar com maldades é um bom caminho para exteriores e interiores “enxutos”.

Claraboia Abruxa

12 de February de 2011

Clara Who?

Carolina Mendes

16 de February de 2011

A gente veio ao mundo pra ser feliz. Totalmente feliz, não “quase”, “mais ou menos” ou “parcialmente” feliz. Isso é meio clichê, parece frase feita de auto-ajuda… mas é um clichê verdadeiro.

Assim, vá pelo caminho que te leva até lá. Todos acompanha. Todos torce!

E continue escrevendo, adoro seus textos.

Gabriel

12 de February de 2011

\o/ Bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Eu sei exatamente o que você tem passado, pois estou na mesma situação. Desde o meio do ano passado, comecei a engordar e fui deixando pra começar a dieta sempre no dia seguinte. Comecei a entrar numas piras com a faculdade e outras coisas, que me fizerem esquecer de mim. Já eram tantos kgs acumulados, que o sonho de ser linda e magra estava cada vez mais difícil de se realizar, o que me fez adiar a dieta ainda mais. Desencanei total. Comecei a ter vergonha de sair de casa, de encontrar meus paqueras e eles me verem gorda. Me recusava a comprar roupas novas, porque toda vez que eu gostava de alguma peça, eu provava e ficava horrível no meu corpo. O resultado foi que em fevereiro desse ano eu atingi o maior peso da minha vida, e resolvi dar um basta nessa história. Fui numa nutricionista, comecei uma dieta adequada, e até agora perdi 4kg. Ainda quero perder uns 16kg. A caminhada vai ser longa e difícil, eu sei, mas não podemos pensar no todo, e sim ir ao poucos (1kg de cada vez), que a gente começa a se animar pra alcançar o resultado final. Eu adoro blogs de moda, as roupas, os acessórios, os sapatos, as maquiagens: morro de vontade de ser como aquelas meninas lindas, mas penso que isso não é pra mim enquanto eu não for magra (serei só uma gorda tosca tentando ser cool). Eu sei que tem gente que critica essa maneira de pensar, acho que temos que ser do jeito que nos sentimos bem e admiro demais quem é um pouco gordinha e se acha linda. Eu acho gordinhas lindas também, mas não quero isso pra mim. Sou bem mais auto-confiante quando estou mais magra e não há o que pague isso. Fico pensando nas coisas que quero fazer quando eu estiver magra, nos meninos que quero beijar, nas roupas que quero usar, e isso me motiva bastante. Acho válido você sofrer um tempo com dietas, exercícios e privações, pra conseguir conquistar o corpo que vai te deixar feliz.
Beijão!
E obrigada pelo post! Às vezes a gente se sente meio sozinha no mundo, mas vê que não está!

Mariana

12 de February de 2011

Olha, se tem uma coisa que a gente não tá, é sozinha na insatisfação com o próprio corpo.

Vai dando notícias, meu email é carolinaminhafilha@gmail.com

Bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Ok, vá atrás de coisas que te façam sentir melhor. Existe sim preconceito com obesos (de qualquer tamanho), mas isso é babaquice. Mas não sonhe em ser a princesinha. Sonhe em ser feliz, em ser bem amada. Ser quem faz as coisas com alegria, sem medo dos outros. Se imponha sem ser agressiva. Uma gordurinha a mais no corpo (coisa que eu particularmente gosto) não faz uma mulher feia. As mulheres precisam entender isso de uma vez por todas. Não existe padrão. Homens gostam de mulheres que agradam num quadro geral. Se são pessoas desagradáveis, que reclamam de tudo, choram, dão uma de loucas, burras, sem iniciativa, sem outra qualidade que não ser bonita, até arrumam alguém, mas provavelmente que sejam como elas. Enfim, boa sorte na sua procura… pelo amor próprio

Leandrolopesp

12 de February de 2011

A idéia, é achar o meu padrão.

Meu ponto de conforto e equilíbrio.

Bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

pergunta pra estes caras que acham mulheres inteligentes
“super demais” se eles estão namorando gordinhas ?

tst tst
dúvido!

emagrecer deve doer até no intelecto, porque não é só uma questão de fechar a boca… mas se bateu a neura, fecha a boca, costura o estômago, faz lipo e fica linda…

Sonia, a Letreira.

sonia

12 de February de 2011

Bem, eu sou casado com uma. E bem inteligente.

leandrolopesp

13 de February de 2011

Isso aí, cada qual na sua viagem.

Bjos!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Eu entendo seu ‘desespero’ pq minha mãe toda vida foi gordinha. É bom ser gostosa, ir a um bar e o sol surgir qdo vc entra. Mas uma hora isso vira uma triste rotina e vc vai sempre precisar provar que além de gostosa, tem cérebro.
Tudo fica vazio pq a impressão que vc tem é que os caras só querem te comer, comer, comer. E nada de ouvir vc dissertar sobre aquele filme alemão que vc gostou tanto.
Não são todos, até vc achar o George Clooney da sua vida. SE achar, com mta sorte.
Mas ó, quero ficar agourando não. Vá ficar linda e gostosa como vc quer pq qdo for, não terás páreo.
Boa sorte!
Bjo!

Isa

12 de February de 2011

Bjos, obrigada!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Olha, odeio ser dessas pessoas que se acham no direito de dizer “entendo exatamente o que você diz”, mas é total o caso.

Odeio pessoas que acham que as outras qualidades que eu tenho suprimem ou suplementam a minha vontade de ser bonito. A vontade que eu tenho de alguém querer dar pra mim só porque me viu chegando no bar! Coisas assim…

Como se ser inteligente e com um senso de humor que vai além dos limites normais da paudurescência, inibisse ou anulasse o lance de ser linda!

É isso aí, vai lá que a Playboy te espera pra você dizer não!

Randall

12 de February de 2011

Olha, dependendo do resultado do regime e do teor da proposta, não diria não.
🙂

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Que bom que voce vai sair dessa..parabéns pelo post.

digs

12 de February de 2011

Corra mesmo atrás daquilo que você quer e mande à merda quem disser que isso é bobagem. Fui gorda, emagreci, gosto do corpo que tenho hoje e só eu sei a diferença que isso faz na minha vida.

Joyce Peu

12 de February de 2011

\o/

rá!

Obrigada, bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Eu sou a favor sempre do bem estar. Se não tá legal assim, muda e dane-se todo mundo.

Agora, que você é linda e intligente. Ah, isso é!

Beijo

Hugo Guimarães

12 de February de 2011

Agradeço, mas sua opinião é meio parcial, não é não?

rs

Bjo!

Carolina Mendes

16 de February de 2011

Vai por mim… Quem gosta apenas do corpo da mulher é moleque… Homem mesmo gosta de mulher inteligente e que saiba falar sobre todos assuntos que vc fala muito bem!!!

JC

12 de February de 2011

🙂

Bjo!

putada

16 de February de 2011

1 notes

  1. Tweets that mention Senso e humor « Neosaldina Chick -- Topsy.com reblogged this and added:

    […] This post was mentioned on Twitter by Ale Rocha, Toninho Abdalla, Carolina Mendes, Carolina Mendes, Ananda Porto and others. Ananda Porto said: RT @carolinamendes: Quero ser dessas piranhas que não sente frio e sai de micro-saia no inverno #post #neosa http://twurl.nl/iu5gen I´ … […]

%d bloggers like this: