You can scroll the shelf using and keys

A razão dos homens

30 de August de 2010

A razão dos homens, que pensam que têm razão. Ou que têm de fato razão.

Essa história do blog, do twitter, e da vida que segue, exigindo em alguns momentos opiniões e atitudes assertivas. A mania humana, de achar que a criatura de visão ácida e crítica é arrogante ou míope. Eu seria, se eu não me avaliasse pelos mesmos parâmetros.

Eu me avalio, e sempre acabo frustrada comigo, insatisfeita.

Mas sigo em frente, tentando melhorar (mesmo que devagar demais, ou com prioridades equivocadas), e olhando o mundo e as pessoas defeituosas. Somos todos, e esses defeitos são o que nivela o jogo. Eu sei disso, eu sei viver com isso. Olhar as falas dos outros criticamente, me faz ser na verdade mais amorosa que arrogante.

Te vejo em frangalhos e te amo assim, tá tudo bem.

A crítica à minha forma de ser, normalmente não me machuca, porque diz muito mais sobre quem fala do que sobre mim. E se a cabeça entra num looping, é pela dificuldade não de encontrar o meu erro, ou descobrir como agradar, o que mudar. É entender o motivo da honestidade abrupta do outro.

Porque tem gente que vomita a verdade por te amar, tem gente que vomita a verdade por se amar, tem gente que vomita a verdade porque tem razão, e tem gente que vomita a verdade porque pensa que tem tem razão.

E tem gente que te elogia criticando, e te deixa sem graça, e agita deliciosamente um domingo que até então, estava perdido.

E segue o baile.

What do you think?

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Tá.
Adorei o post.
Mais uma vez você consegue traduzir o que penso e trago em meu peito. E acabo me identificando cada vez mais com você.
Exceto pelo ótimo domingo, tamo junta, gata…

Beijos!

Hannah

31 de August de 2010

Homens em geral não são das criatura mais dcriativas. Tudo farinha do mesmo saco.

1/2 Carolina Mendes

6 de September de 2010

%d bloggers like this: