You can scroll the shelf using and keys

Passeio no parque

13 de July de 2010

Sympathy for the Devil foi escrita por Mick, inspirado pelo livro do soviético Mikhail Bulgakov e por uma visita feita a um centro de Candomblé Bahiano. A banda foi acusada de satanismo e a gravação da música virou documentário de Jean-Luc Godard.

Mick Jagger fala na primeira pessoa, como se fosse Lúcifer. Ousadia jamais vista até ali. É uma viagem pela história da humanidade e um alerta: “If you meet me, have some courtesy, have some sympathy, and some taste; use all your well-learned politesse, or I’ll lay your soul to waste.” (letra completa aqui)

Depois de experimentarem diversos ritmos, acabaram escolhendo um arranjo que lembra um samba, escolha bastante incomum.

A revista Rolling Stone colocou “Sympathy for the devil” na posição número 32 na lista das “500 melhores músicas de todos os tempos”.

Foi dos maiores tapas na cara da sociedade que o rock já deu. Parece que não adiantou.

Ano passado escrevi, no dia do rock, sobre o concerto que os Beatles fizeram no telhado da Apple (leia aqui), mas não foram os únicos a tumultuar a inflamável Londres em 1969. Os Stones também fizeram um show aberto, no Hyde Park que atraiu milhares de pessoas. O show foi realizado logo depois da morte de Brian Jones e acabou virando um tributo.

What do you think?

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: