You can scroll the shelf using and keys

Medida de segurança

31 de May de 2010

Não sei mais qual a cor do meu cabelo.

Quando decidi começar a tingir (castanho bem escuro), milhares de anos atrás, fiz um trancinha com uma pequena mecha que saía da nuca. E cortei.

Queria essa referência, sabia que eu iria eventualmente, me perder. Precisaria saber como eu era antes dos castanhos, loiros, mechas, ruivos, pretos. Quando eu ia só existindo, sem contrariar a natureza.

Engraçada essa coisa de mulheres e cabelos.

Pela primeira vez em anos, faz 3 meses que não passo nenhum tipo de tintura nos cabelos. Não consigo saber onde acaba o cabelo tingido e começa o natural. Medo infinito de descobrir que agora alguns são brancos.

Sempre tive essa mania de criar mecanismos de segurança estapafúrdios.

Uma vez, de madrugada voltando de uma festa no interior de SP, o sujeito que dirigia meu carro, perdeu o controle da direção. Rodamos, batemos em alguns troncos e paramos a beira de um precipício. Depois de todos fora do carro, sentados a beira da estrada com cara de cu, voltei pro carro preto e acendi os faróis. Porque? Porque se o carro caísse, eu enxergaria onde.

É a minha trilha de migalhas de pão, vou espalhando e sendo Carolina por aí, correndo mais riscos do que deveria, me segurando nos detalhes e teimando. Vou espalhando resquícios importantes de mim mesma, caso um dia precise voltar.

Eu voltaria, se achasse a merda da mecha original.

What do you think?

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Esquece a mecha amputada.
Mesmo pq, se achada, ela já deve estsr com uma coloração diferente da original, pouco servindo de referência.
Como as migalhas de pão certamente não estão mais lá e a mecha deixou de ser referencial, precisarás resgatar outros resquícios que, certamente, marcaram o teu caminho.

Fernando Grassi

31 de May de 2010

%d bloggers like this: