You can scroll the shelf using and keys

Catarros e afins

22 de April de 2010

Lembro nítidamente das mangas dos moletons da escola. Era só uma criança chegar resfriada/gripada que logo todos os narizes estavam escorrendo todo tipo de tonalidade e consistência de catarro. Como é bem próprio das crianças e adolescentes mais porquinhos, no meio da brincadeira, prova, discussão lá ia a manga/punho em direção ao nariz pra remediar a situação. Não digo que nunca fiz mas tinha uma menina que ficava com o antebraço do moleton esbranquiçado e fosco da meleca seca. Nunca encostei nela.

Faz alguns anos que tenho uma tosse que me acompanha. Nunca está totalmente curada e dificilmente me derruba.

Chega a sumir por alguns dias, depois volta devagar, como se fosse um pigarro.

Incomoda mas não altera, quando chega. Vai crescendo, piorando, gruda uma “tossida” na outra com pausas breves pra inspirar desesperada como um náufrago. Irrita a garganta, cansa os músculos da barriga. Tentei fumar, parar de fumar, tentei berotec, inalação, fluimucil, xarope, mais líquidos, menos líquidos, caminhar, descansar, nada resolve. Tosse de cachorro, saca?

Mas ainda prefiro tosse a espirro, nunca gostei. Primeiro o cheiro de espirro que é indescritível e não afeta todos os olfatos. Tem gente que sente e vai saber exatamente do que eu estou falando, outros vão achar que é neurose pura.

Sempre que alguém espirra na rua, sem colocar a mão na frente da boca, tenho a sensação de que um raio de 500 metros ao redor da pessoa foi instantaneamente contaminado. Se a pessoa espirra na própria mão, eu nunca mais encosto.

Tem ainda uma terceira categoria, pessoas que espirram e limpam a mão na roupa, sofá, amigo, mesa, guardanapo, móveis, esfregam uma mão na outra e assim por diante. Tenho uma amiga que espirra como se fosse uma tosse. Outro diz que se massagear o ossinho do nariz, quando vem a vontade, corta o espirro.

Por isso eu não espirro, prendo. Eu sei, eu sei, estou matando neurônios, submetendo meus olhos a uma força incrível e pressão que podem fazer uma veia estourar e o branco do olho ficar vermelho sangue. Sei que posso ter um derrame, ficar cega. É um risco mas, pelo menos serei um cega limpinha.

What do you think?

Please keep your comments polite and on-topic.

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

comments

Tiago,Eles esqueceram o limpo pq estavam distraídos com a suruba que tava rolando.Gregos pervertidos. :)))

Carolina Mendes

24 de April de 2010

RH, não gosta, não leia. Simples.

Carolina Mendes

24 de April de 2010

o bom, o belo e o justo. os tres princípios existenciais para os gregos antigos. Teriam os filósofos daquela época esquecido o limpo por algum motivo especial?:)

Tiago Jaime Machado

24 de April de 2010

antigamente esse blog era bem mais inteligente, irônico e prazeroso de se ler. Parece que a blogueira começo a mostrar sua falta de educação, nojentismo e falta do que dizer. Lamentável.

rh

24 de April de 2010

%d bloggers like this: